Segunda sem carne: conheça mais sobre o movimento

O movimento segunda sem carne surgiu nos Estados Unidos e hoje está presente em mais de 40 países. Entenda o que é movimento e porque vale a pena aderi-lo.

Comida saudável

Atualizado em 30/11/2021

Conheça o movimento Segunda sem carne

Toda a segunda-feira vem com aquela pitada de mau humor e de cansaço, porque nem sempre o fim de semana foi suficiente para descansar, mas ela também pode começar com muita disposição, vontade de melhorar tudo aquilo que não deu certo na semana anterior, de fazer mudanças e até começar novos planos, não é mesmo?

Cada semana começa com uma proposta diferente e que tal essa semana começar com o projeto voltado para a alimentação?

Vamos conhecer um pouco mais sobre a “Segunda Sem Carne”!

Segunda Sem Carne: o que é?

O Brasil é o país onde o movimento “Segunda Sem Carne” tem maior força, porém ele não foi criado aqui e sim nos Estados Unidos. 

Durante o período da Primeira Guerra Mundial, o consumo de carne nas famílias americanas teve que ser reduzido para auxiliar na guerra, o que fez a U.S. Food and Drug Administration, agência responsável pelas reservas de comida do exército americano criar o movimento “Meatless Monday” (Segunda Sem Carne).

Em 2003 o movimento tornou a  renascer, mas agora com um novo propósito: o de prevenir a população sobre doenças que podem surgir em resultado do alto consumo de carne. Após esse segundo renascimento, o movimento foi crescendo e hoje está presente em mais de 44 países, inclusive o embaixador do movimento no Reino Unido é o Paul McCartney, ex-Beatles.

No Brasil, o movimento chegou só em 2009, com apoio da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVM) e ganhou muita força. Hoje em dia a “Segunda Sem Carne” está presente até na programação da merenda de escolas da rede pública da cidade de São Paulo;

Segunda Sem Carne: qual a proposta?

A “Segunda Sem Carne” vem como uma proposta de conscientizar as pessoas sobre a importância de diminuir o consumo de carne e sobre as melhorias que essa ação pode trazer no âmbito econômico, social e ambiental. Inclusive diversas empresas vêm aderindo e incentivando o movimento.

A proposta não é falar para toda a população virar vegana ou vegetariana, a proposta é que as pessoas façam escolhas mais conscientes e conheçam as vantagens que a diminuição no consumo de carne pode trazer. Então, mesmo que você ame comer carne em suas refeições, também está super convidado a participar desta experiência!

Se você acha que comida vegana não é boa, continue lendo esse post para se surpreender com as receitas que selecionamos para vocês! Assim, além de deixar a carne um pouco de lado, você pode variar o cardápio.

Receitas para uma deliciosa segunda sem carne

Moqueca de banana-da-terra

Receita de moqueca de banana-da-terra
Foto: Divulgação/Panelinha

Ingredientes

  • 3 bananas-da-terra maduras mas ainda firmes
  • 2 tomates maduros
  • 1 pimentão verde
  • 1 pimentão vermelho
  • 1 cebola
  • 3 dentes de alho
  • ¾ de xícara (chá) de leite de coco (200 ml)
  • 2 xícaras (chá) de água
  • ¾ de xícara (chá) de azeite de dendê
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 10 ramos de coentro (talos e folhas)
  • 2 raízes de coentro
  • 2 pimentas dedo-de-moça
  • 2 pimentas-de-cheiro
  • 1 tira de casca de limão taiti
  • Sal a gosto

Modo de preparo

  1. Lave e seque os pimentões, os tomates, as pimentas e o coentro (mantenha as raízes e talos).
  2. Corte os pimentões ao meio, descarte as sementes e corte cada metade em quadrados de 2 cm. Corte os tomates em quartos, descarte as sementes e corte cada quarto ao meio na diagonal. Descasque e corte a cebola em cubos de 2 cm.
  3. Descasque e pique fino os dentes de alho. Pique fino as raízes e os talos do coentro e reserve as folhas inteiras para a finalização.
  4. Corte as pimentas dedo-de-moça e de cheiro ao meio, com uma colher, raspe e descarte as sementes. Pique fino as metades. Dica: para evitar acidentes com dedos apimentados nos olhos, passe óleo ou azeite nas mãos depois de cortar as pimentas — a capsaicina, substância responsável pelo ardor, é lipossolúvel. Depois, lave as mãos.
  5. Leve uma panela de barro média (ou uma panela média de outro material) ao fogo médio para aquecer. Regue com 1 colher (sopa) de azeite, adicione as pimentas, o alho, as raízes e talos do coentro e tempere com uma pitada de sal. Refogue por cerca de 3 minutos, até ficar bem perfumado. Acrescente a água, a casca de limão e misture bem. Assim que ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar por 5 minutos para formar um caldo saboroso. 
  6. Desligue o fogo e descarte a casca de limão. Com uma concha, transfira o caldo para o liquidificador, adicione o azeite de dendê, o leite de coco, 2 colheres (chá) de sal e bata por 2 minutos até ficar bem emulsionado – assim o caldo da moqueca fica mais aveludado e a gordura do dendê e do coco não se separam no cozimento. Atenção: segure firme a tampa do liquidificador com um pano de prato para evitar que o vapor quente ejete a tampa. No total você terá 2 ¾ xícaras (chá) de líquido para cozinhar a moqueca, se necessário complete com um pouco de água.
  7. Volte a panela ao fogo médio (nem precisa lavar), regue com 1 colher (sopa) de azeite, adicione os pimentões, a cebola e tempere com uma pitada de sal. Refogue por cerca de 4 minutos, ou até os legumes ficarem macios e a cebola transparente.
  8. Enquanto isso, com uma faca corte as pontas e descasque as bananas. Corte cada banana em rodelas de 2 cm de espessura, na diagonal. 
  9. Acrescente as bananas e os tomates ao refogado e misture delicadamente. Junte o caldo batido, tampe a panela, abaixe o fogo e deixe cozinhar por cerca de 15 minutos ou até a banana ficar cozida mas ainda com textura para mordida. Finalize com as folhas de coentro e sirva a seguir.

Fonte: Panelinha

Ragu de cenoura

Receita de ragu de cenoura
Foto: Divulgação/Panelinha

Ingredientes

  • 8 cenouras
  • 2 cebolas
  • 2 xícaras (chá) de água
  • 1 ½ colher (sopa) de azeite
  • 3 bagas de cardamomo
  • 1 colher (chá) de sementes de erva-doce
  • 1 colher (chá) de páprica defumada
  • ½ colher (chá) de cominho em pó
  • ½ colher (chá) de gengibre em pó
  • ½ colher (chá) de canela em pó
  • 3 cravos-da-índia
  • 1 louro
  • 1 ½ colher (chá) de sal
  • Noz-moscada ralada na hora a gosto
  • Pimenta-do-reino moída na hora a gosto

Modo de preparo

  1. Lave, descasque e corte as cenouras ao meio, no sentido do comprimento. Fatie cada metade em meias-luas de cerca de 1 cm de espessura. Descasque e pique fino as cebolas. Com uma faca, abra as bagas de cardamomo, retire e pique fino as sementes (se preferir, bata num pilão).
  2. Leve uma panela média ao fogo médio. Quando aquecer, regue com ½ colher (sopa) de azeite e junte a cebola. Tempere com uma pitada de sal e refogue por cerca de 3 minutos até dourar.
  3. Adicione o azeite restante e junte a cenoura fatiada. Deixe cozinhar por cerca de 5 minutos, mexendo de vez em quando, até ficarem levemente macias. Junte as sementes de cardamomo e de erva-doce, adicione a páprica, o cominho, o gengibre em pó, a canela, os cravos-da-índia e a folha de louro. Tempere com o sal, pimenta-do-reino e noz-moscada. Misture bem.
  4. Regue com a água e mexa bem, raspando o fundo da panela, para dissolver os queimadinhos. Mantenha por aproximadamente 15 minutos, com a tampa entreaberta, até que as cenouras cozinhem e formem um molho ralo e perfumado – mexa de vez em quando para não grudar no fundo. Se as cenouras ainda estiverem firmes, regue com um pouco mais de água e deixe cozinhar por mais alguns minutos. Desligue o fogo e sirva a seguir.

Fonte: Panelinha

Lasanha de cogumelos

Receita de lasanha de cogumelos
Foto: Divulgação/Claudia

Ingredientes

  • 3 fatias de massa para lasanha
  • 1/2 xícara de cogumelo-de-paris
  • 1/2 xícara de shitake
  • 1/2 xícara de shimeji
  • 1 colher (chá) de tomilho
  • 20 ml de shoyu
  • 1 colher (sopa) de amido de milho
  • 1 xícara (chá) de tomate pelado em pedaços
  • 2 dentes de alho
  • 1/2 cebola picada
  • 1 colher (sopa) de azeite de oliva
  • Sal e pimenta moída na hora a gosto

Modo de preparo

  1. Preaqueça o forno a 180ºC. 
  2. Na panela, aqueça o azeite e doure o alho e a cebola. Junte os cogumelos e refogue. Tempere com o tomilho, sal e pimenta. Junte o shoyu, o amido de milho e o tomate e mexa bem. 
  3. Em uma assadeira, faça uma camada com o molho. Cubra com a massa de lasanha. Siga alternando camadas até finalizar com molho. Leve para assar por 15 minutos. Sirva em seguida.

Fonte: Cantinho Vegetariano

Conclusão

Se você gostou dessas receitas e está querendo mais opções, então dá uma olhadinha nessas 5 opções de receitas saborosas e nutritivas para uma segunda sem carne, você irá amar!

Se você é vegano ou vegetariano você acaba de encontrar mais opções para compor o cardápio e se você é aquele carnívoro raiz, aí vai um desafio para vocês: Desafio você a comer algumas dessas receitas e não se apaixonar pelo sabor.

Se você acha difícil começar esse desafio, que tal compartilhar esse post com um amigo e convidá-lo a fazer esse desafio junto? 

Uma ótima ideia, né?

Aproveite as receitas e até a próxima!

Deixe uma resposta